Media Cloud, ferramenta para análise de conteúdo

O projeto Media Cloud foi lançado em 2009 resultado de uma parceria entre o MIT Center for Civic Media e o Berkman Center for Internet and Society. Trata-se de uma plataforma open source, criada fundamentalmente para estudar ecossistemas de media, ou seja, as relações entre as instituições e os profissionais criadores de conteúdo impresso e digital – e os cidadãos.

Através da monitorização sistemática de milhões de notícias, publicadas online ou transmitidas em canais de televisão, o sistema permite aos pesquisadores monitorizar a disseminação de notícias, conceitos e memes, além de permitir a descoberta das redes de actores que pautam a media, através da genealogia das notícias.

Página do projecto: https://mediacloud.org

Mais info: https://www.media.mit.edu/projects/media-cloud/overview/

Informação em Português: O Projeto Media Cloud Brasil (documento pdf)

Tainacan: Gestão de repositórios de acervos digitais

Tainacan é uma solução suportada pela plataforma WordPress, destinada à gestão de repositórios de acervos digitais ou digitalizados, que permite flexibilidade e facilidade de configuração das informações de acervos ao mesmo tempo que mantém requisitos de uma plataforma profissional para repositórios.

O Tainacan contribui para a preservação, difusão e popularização da produção cultural. Além de catalogar, organizar, armazenar e partilhar documentos, é uma ferramenta flexível que se adapta de acordo com as necessidades do utilizador, permitindo configurações e personalização de colecções, itens, metadados, filtros, entre outros.

O Tainacan é composto por um plugin, em que um utilizador com perfil de administração, realiza a gestão do seu acervo, e o tema padrão, que é o modo de visualização do conteúdo criado por meio do plugin, sendo acessível para todos os tipos de utilizadores.

O Tainacan é uma ferramenta flexível e poderosa que permite a gestão e a publicação de colecções digitais com a mesma facilidade da publicação de artigos em blogs, mas mantendo todos os requisitos de uma plataforma profissional para repositórios.

Saber mais sobre o Tainacan:

Conceitos e palavras chave:

– 2 níveis: repositórios e colecções;
– importação de itens (externos) para as colecções via importadores próprios;
– taxonomias, metadados e filtros para as colecções;
– registo e listagem de todas as acções Logs);
– tema padrão de visualização do Tainacan, permite diferentes modos de visualização para os itens das colecções, tais como tabela, cards, miniaturas, fichas, mosaico, tela cheia, entre outros;
– ferramentas adicionais para facilitar o uso do Tainacan, fonte oficial de ícones e os blocos para o editor  Gutenberg;
– acessibilidade e responsividade, permitindo acesso a todos os utilizadores, independente das suas necessidades especiais ou dispositivo de acesso ao conteúdo;
– software livre brasileiro, desenvolvido pelo Laboratório de Políticas Públicas Participativas (L3P) em parceria com o Laboratório de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Mídias Interativas (MediaLab/ UFG).

Ligações:

ORCID Profile Plugin para OJS 3.1.2

O lançamento da versão 3.1.2 do OJS trouxe consigo a actualização de diversos plugins.

Um dos updates, ao qual é dado bastante destaque, é o plugin da API ORCID, que graças à actualização permite requisitar autenticação de autores e co-autores. Além disso é possível para utilizadores, que estejam inscritos no sistema da API do ORCID, declarar directamente no registo ORCID os trabalhos publicados para um autor com a permissão deste.

Notícia completa em : https://orcid.org/blog/2019/03/12/introducing-new-ojs-orcid-plugin

Obter o plugin: ORCID Profile Plugin

Vídeo: OJS and ORCID

Documentação OJS actualizada

O PKP Documentation Interest Group, (DIG) anuncia que se encontra disponível informação actualizada relativa ao OJS. Esta actualização é possível pelo trabalho desenvolvido, desde Agosto até ao momento, pelo grupo e por elementos da comunidade do PKP.

Assim, podemos encontrar no PKP Docs Hub, os documentos:

  • Getting Found, Staying Found, (“Getting Found, Staying Found” é um recurso (documento) dedicado às revistas de acesso aberto (OA), especialmente aquelas que usam a plataforma de publicação OJS. O documento fornece orientação em torno de questões como, a descoberta e sustentabilidade, incluindo visibilidade, aumento do perfil e impacto, e preservação).
  • The GDPR Guidebook, (informação relativa a todas as aplicações da PKP e as implicações da directiva Europeia sobre a protecção de dados, mais conhecida como RGPD).
  • UI Library for OJS 3 (particularmente para developers).
  •  Learning OJS 3 e o Administrator’s Guide
  • Aprender OJS em Arabic e Spanish

Outros posts relacionados:

OJS 3.1.2 com novas funcionalidades

RGPD e Revistas Científicas (configuração RGPD para OJS)

OJS 3.1.2 com novas funcionalidades

A equipa de desenvolvimento do Open Journal System anunciou a saída da versão OJS 3.1.2 desta plataforma de publicação científica.

Além da correcção dos habituais bugs encontrados em versões anteriores, de referir duas novas funcionalidades, a organização de publicações por colecções temáticas e uma nova framework de visualização de estatísticas. Relativamente à funcionalidade colecções temáticas, o que se pode dizer é que isto vai permitir que os editores possam organizar de outro modo os artigos publicados. A publicação em colecções temáticas, fornece à revista uma oportunidade maior de contextualizar o seu conteúdo fora da estrutura tradicional do índice.

Um exemplo onde pode ser vista a organização por coleccções temáticas é na revista Cultural Anthropology.

Na reformulação da framework de visualização de estatísticas, de referir, que estas melhorias, subjacentes à API do OJS, vão permitir fornecer relatórios mais atraentes e úteis aos editores, autores e ao público ao longo do tempo.

Mais informação

Informação sobre a release: https://pkp.sfu.ca/2019/03/01/ojs-3-1-2-released/

Lista completa das actualizações na conta oficial do GitHub: https://github.com/pkp/ojs/blob/master/docs/release-notes/README-3.1.2.

Para download do OJS 3.1.2: http://pkp.sfu.ca/ojs_download.

PKP e SciELO vão desenvolver sistema de Servidor de Preprints

Uma excelente notícia, PKP e SciELO anunciam desenvolvimento de um sistema de código aberto de Servidor de Preprints.

O Public Knowledge Project (PKP) e o Programa SciELO estabelecem um acordo para desenvolver um sistema de Servidor de Preprints com base nos princípios que regem estas duas organizações nas duas últimas décadas.

PKP e SciELO planeiam colaborar na construção de um sistema de Servidor de Preprints totalmente interoperável com o Open Journal System (OJS) e outros sistemas de publicação que servirão aos periódicos da Rede SciELO e serão disponibilizados publicamente para operar com outras organizações.

Leia a notícia completa em: